Jovem morre após se engasgar com pedaço de carne em SC

Jovem morre após se engasgar com pedaço de carne em SC

- in Santa Catarina
703
Comentários desativados em Jovem morre após se engasgar com pedaço de carne em SC

Caso ocorreu na cidade de Taió, no Alto Vale do Itajaí

Na tarde desta quarta-feira (24), por volta das 17h, um jovem identificado como Claudio Pimenta Junior, de 23 anos, morreu após se engasgar com um pedaço de carne na obra onde atuava na Vargem I, em Taió, no Alto Vale do Itajaí.

De acordo com relatos de testemunhas, o jovem morreu após se engasgar enquanto comia sua refeição, com o sufocamento a vítima acabou caindo e batendo a cabeça no chão.

O SAMU foi acionado, porém quando chegou ao local, o trabalhador já estava sem vida.

A Polícia Científica também foi acionada para recolher o corpo do jovem.

De acordo com a nota de falecimento divulgada pela Funeraria Taioense, Claudio será velado na capela Cristo Rei, no bairro Padre Eduardo, nesta quinta-feira (25), às 17h30. Logo após ocorrerá o sepultamento no Cemitério Campo Santo.

Manobra de Heimlich

Normalmente não há grandes problemas, e o corpo estranho é expelido. Mas, quando a pessoa não consegue desengasgar, a situação demanda a ajuda de terceiros para evitar quadros graves.

A forma mais utilizada para desengasgar uma pessoa é a manobra de Heimlich. Ela envolve uma pressão, realizada por uma outra pessoa que não esteja engasgando, na região da boca do estômago (região epigástrica) para ajudar o corpo a expelir o alimento, ou objeto, que esteja obstruindo a traqueia.

De acordo com o Ministério da Saúde, a outra pessoa deve se posicionar por trás da que está se engasgando e abraçá-la na região do abdômen. Nessa hora, uma das mãos deve permanecer fechada na área da boca do estômago, como formando um punho, enquanto a outra mão é posicionada sobre ela, comprimindo-a.

Então, é preciso realizar um movimento de gancho, empurrando a área da boca do estômago para dentro e para cima, como se fosse levantar a pessoa que está engasgando do chão. Isso deve ser feito repetidas vezes até que o alimento, ou objeto, seja expelido pela vítima. Em crianças, é necessário ajoelhar-se antes de dar início ao protocolo, para ficar na altura correspondente.

Se a vítima for um bebê, com menos de um ano de idade, essa manobra não é aconselhada. Nesse caso, deve-se colocar o bebê de bruços em cima do seu braço, levemente inclinado para baixo, e fazer cinco compressões no meio das costas, na região entre as escápulas. Caso ainda assim o bebê não desengasgue, a pessoa deve virá-lo para cima e realizar mais cinco compressões sobre o osso que divide a região do peito, o esterno.

Mesmo com as manobras, é importante que a emergência médica tenha sido chamada. E, claro, as duas manobras aplicam-se apenas para vítimas conscientes. Caso o engasgo leve rapidamente a pessoa para um estado de inconsciência, a primeira atitude a ser tomada deve ser chamar a ajuda médica. Se a vítima não for rapidamente socorrida, o índice de mortalidade pode chegar a 40%.

Como evitar?
Na hora das refeições, mastigar devagar é essencial para evitar o engasgo, assim como as realizar sentado. Cortar pequenos pedaços e fracionar bem os alimentos no garfo também são ótimas dicas, bem como não engolir comprimidos e cápsulas a seco, prefira sempre com água.

Refluxos gastroesofágico e síndrome da apneia obstrutiva do sono não tratados também são grandes aliados no engasgo e devem ser acompanhados por profissionais. 

Facebook Comments

You may also like

Governo do Estado reforça Polícia Científica com 42 novos servidores para atuar no trabalho de perícias

Esta iniciativa visa fortalecer a capacidade operacional e técnica da instituição, com especialistas em odontologia legal, medicina legal, perícias criminais gerais, bioquímica, engenharia, áudio e imagem.