Governo aguarda fim da paralisação para retomar negociações com grevistas da Educação

Governo aguarda fim da paralisação para retomar negociações com grevistas da Educação

- in São Bento do Sul
308
Comentários desativados em Governo aguarda fim da paralisação para retomar negociações com grevistas da Educação

TwitterEmailWhatsApp

Fotos: Ricardo Trida / SECOM

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, 23, o secretário de Estado da Administração, Vânio Boing, afirmou que o Governo de Santa Catarina está disposto a retomar as negociações com os profissionais da Educação que declararam greve assim que as atividades forem retomadas normalmente nas escolas estaduais. Na manhã desta terça, para dar prosseguimento às conversas, o secretário recebeu os líderes da categoria, que optaram por seguir convocando os servidores para a paralisação.

Boing explica que, das quatro reivindicações feitas pelos servidores, três já foram atendidas final de 2023, quando o Governo do Estado anunciou o maior concurso da história da Educação de Santa Catarina, aumentou o valor do vale-alimentação e iniciou a redução progressiva para encerrar a cobrança de 14% na previdência dos aposentados. A principal reivindicação, contudo, seria a descompactação do plano de cargos e salários.

“A proposta feita pelo sindicato faria com que o Estado ultrapassasse em muito o limite permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Nós pretendemos retomar as negociações assim que todos os servidores voltarem aos seus postos de trabalho”, finaliza.

Poder de compra mantido

A variação da folha bruta da educação foi superior ao acumulado do INPC dos últimos cinco anos. Na comparação com os demais estados da região Sul, Santa Catarina também é o que melhor remunera seus servidores públicos, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Administração.

Hoje, a categoria conta com 83.617 profissionais, número que representa mais de 50% do total de servidores do Estado. Com o concurso público anunciado, e que terá seu edital lançado ainda no primeiro semestre de 2024, serão admitidos 10.000 servidores efetivos.

Em greve da educação, Governo chama o Sinte/SC para audiência

O Governo do Estado chamou o sindicato para uma audiência nesta terça (23/4) às 10h30 no Centro Administrativo em Florianópolis. A reunião aconteceu no primeiro dia de greve dos trabalhadores da educação que cobram o atendimento de suas pautas. O Secretário de Administração, Vânio Boing, recebeu o Sinte/SC,  para discutir as pautas reinvindicadas, porém, sem apresentar nenhuma proposta, apenas pedir mais tempo.

Depois de buscar a negociação e não ter respostas do governador Jorginho Mello sobre as demandas da categoria, os professores de Santa Catarina decretaram greve por tempo indeterminado dia 4 de abril, em uma grandiosa Assembleia que reuniu mais de 5 mil pessoas. Após mais de um ano de mesas de negociações e nehuma proposta concreta, os trabalhadores em educação permanecerão em greve, até que seja apresetada uma proposta sólida.

A greve iniciou hoje (23/4) e já conta com a adesão de 30% dos trabalhadores do magistério catarinense, um percentual alto frente as paralisações históricas já realizadas pelos trabalhadores da educação. 

O Sinte/SC, sindicato que representa a categoria, levará novamente a pauta dos trabalhadores, que cobram: reajuste do Piso Nacional na tabela salarial, com descompactação da tabela; anúncio e efetivação do concurso público para o magistério; aplicação da hora atividade para todos os trabalhadores da educação e revogação total do desconto de 14% aplicado contra os aposentados.
 

Facebook Comments

You may also like

Frente fria traz chuva intensa com risco de alagamentos e inundações em SC neste fim de semana

no sábado, 18, a chuva será mais intensa e volumosa, especialmente nas regiões do Vale do Itajaí, Grande Florianópolis, Planalto Norte, Litoral Norte, Planalto Sul e Litoral Sul, com acumulados variando entre 80mm a 120mm, podendo superar esses valores.