Família que saiu do Nordeste recebe amparo e apoio em São Bento

Família que saiu do Nordeste recebe amparo e apoio em São Bento

- in Personagem da Semana
3752
0

Marido e mulher e três filhos buscam nova vida em São Bento após sair do Maranhão, estado sem expectativa de emprego

São Bento do Sul

A população de São Bento do Sul mostrou mais uma vez a importância de estender a mão ao próximo, auxiliando uma família .

Essa história começou há pelo menos 3400 quilômetros a distância do município de Santa Luzia no Maranhão, cidade com 70 mil habitantes e que destes 45 mil vivem na zona rural.
O casal Shyliane Lima Gomes, 28 anos e Raimundo Nonato, 43 anos, decidiram abandonar a cidade em busca de dias melhores. “Em nossa cidade não existe expectativa, não temos trabalho, morávamos em casa de barro. Não temos médico, emprego então, não existe”, diz Shyliane. A renda para maioria dos moradores é o bolsa família. Alimentação farinha seca com água e as casas de barro.

O casal lembra que passou muita fome, junto com os filhos. “Não tínhamos outra alternativa, queremos o melhor para eles”, relacionam

A saída da cidade natal foi no dia primeiro de maio, sem saber ao certo para qual cidade ficariam ou chegariam. De rodoviária em rodoviária, uma ajuda daqui outra dali e um novo embarque, e uma nova esperança.
Até que a família chegou em Curitiba na rodoviária onde foram “aconselhados “, a virem para São Bento do Sul. “Já tinham me falado que aqui tinha muitas pessoas boas e era fácil de arrumar emprego, diz Raimundo Nonato com os olhos marejados e a esperança de uma vida melhor.
Sem ter para onde ir a família ficou algumas horas na rodoviária mesmo, quando a preocupação começou a ficar mais forte, mas sem perder a esperança, momento que segundo Nonato surge uma moça de nome Sany Luciane, que viu o quanto a família precisava deles. A primeira ação dela foi levar a família para um abrigo, toda a família foi pernoitar no Hotel Tank onde ficaram dois dias.

Uma postagem no facebook na pagina de Luciane multiplicou rapidamente, pessoas se colocando a disposição para auxiliar de alguma forma.
Foi conseguido uma casa no bairro 25 de Julho no final da rua Imigrante Augusto Koening, com o pagamento de 30 dias do aluguel. . “Em nome de toda a família desejamos aqui o nosso agradecimento a todos, que doaram e especial a Luciane que nos amparou e está fazendo todo o possível para ajudar em especial esse verdadeiro anjo chamado Luciane, “Se não fosse ela não sei o que seria de nós”, argumentam .
Para marido e mulher o mais importante neste momento é começar a trabalhar “Vontade nós temos”, relaciona. Nonato se coloca a disposição para trabalhar como jardineiro, pedreiro, pintor. “O que tiver que fazer eu faço, não tenho medo de trabalhar, diz. Os dois já foram na agência do Sine atrás de uma oportunidade. A esposa diz que trabalha de domestica e auxiliar de serviços. .

Fazendeiros tomam conta do nordeste

Para Nonato e sua esposa o problema no Nordeste além da falta de emprego são os grandes fazendeiros, que arrendam terras e não precisam de mão de obra, já que tudo é mecanizado com maquinas de última geração. A questão politica é outro motivo que muitas pessoas estão deixando o nordeste, pois sabem que o presidente eleito Jair Bolsonaro nada vai fazer por eles. O resultados do 2º turno para presidente em Santa Luzia (MA): Haddad fez 83% dos votos, ou seja 26,289 contra, 16,21 % ou 5362 votos de Jair Bolsonaro. Para o casal a condição politica do Brasil atual levará milhares de Nordestinos a abandonar tudo e seguir para outros estados. Além disso a seca por lá não da trégua. Nonato e sua esposa garante que parentes devem chegar já nos próximos dias

Mudança de vida

O casal e as crianças acreditam que vão se dar bem em São Bento, querem fazer o melhor por aqui , já que foram bem recebidos. “Estamos muito felizes com o apoio de cada um,”, cometam

A família é composta pelo Miguel Enzo dois anos, Ketlin Ramira , quatro anos e Kelvin também quatro. A família já esta providenciando escola para eles

Mais ajuda

Com a casa disponível a família precisa de utensílios domestico, roupas e calçados . Além de TV, maquina de lavar roupas, mesas, cadeiras.

Doações

Enquanto a equipe do Jornal Liberdade estava no Local, dois integrantes da defesa civil chegaram para doação de colchoes e outros itens. Jari Pereira e Orlando Bona levaram colchoes. Em seguida o vereador Claudiomar Wotroba chegou com mais doações de pessoas que não tinham condições de levar até a família

Comoção
A principal articuladora das doações Luciane Sany, diz que ficou comovida com a historia da família. “Se a gente puder ajudar o próximo quem acaba ganhado somos nós mesmo, especialmente de doar ao próximo” , comenta. Em nome da equipe da Liberdade parabéns à todos de uma forma ou de outra que estão colaborando em auxiliar o próximo

SBS ONLINE todos os Direitos Reservados

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Educação com valor contada em gerações

Dona Vitória Ruda de Serra Alta hoje professora aposentada conta das dificuldades de ser professora em décadas passadas. Filhas e neta seguiram o mesmo destino, sempre primando com a educação de valor.