Quase meio século dedicados às doçuras

Quase meio século dedicados às doçuras

- in Personagem da Semana
818
0

Nos eventos que participam comercializando o tradicional algodão doce o casal Guido (68) e dona Maria Aparecida Nossol (58) não passam despercebidos. Além do produto que comercializam o bom atendimento é marca registrada. “Fizemos nestes mais de 40 anos muitas amizades, isso é importante olhar para trás e dizer o quanto foi importante”, revelam.

Para o casal mais que a venda para garantir um resultado positivo no final do mês, é importante a dedicação no que faz. “Estamos muitos felizes, foi economizando cada centavo que conseguimos seguir em frente”, revelam.

Apesar de já terem trabalhando muito durante décadas na roça e empresas ele não pensal em parar tão cedo, é claro que o ritmo diminuiu. Seu Guido tem problemas na respiração utiliza medicamento para evitar a falta de ar, mas tem dias que somente recorrendo ao médico. “Apesar disso temos que seguir”, informa.

A dona Maria é natural de Rio Negro no Paraná e há quase 50 anos reside. Os dois residiam em Rio Negrinho no bairro Ceramarte Mas foi São Bento do Sul que o casal acabou escolhendo para criar os cinco filhos. Seu Guido se aposentou e conta com orgulho que trabalhou na empresa Oxford S/A. “Era uma boa empresa tenho saudades daquele tempo”, admite.

Os obstáculos para o casal também foram muitos, para comprar os equipamentos e iniciar a fomentar o negocio dona Maria teve que sacar o Fundo de Garantir, na época um saldo de R$1,5 mil reais “Acho que valeu a pena o investimento, diferente não teríamos hoje o que temos. Dona Maria revela ainda que sem emprego teve que buscar alternativas de renda e a venda de algodão chegou em boa hora.

Pica Pau e Homem Aranha, Moranguinho e Batmann

Os sabores mais pedidos pela criançada são Cereja, hortelã, abacaxi e morango. O casal também agregou valor na venda, colocando as tradicionais mascaras dos personagens de desenhos animados. O Pica Pau e Homem Aranha, Moranguinho e Batmann são os preferidos. E para quem acha que fazer algodão doce é fácil, o casal relaciona que além de moldar a temperatura certa para empacotar. O faturamento chega até R$900 reais por mês. Eles sentem saudades do programa chamado Prefeitura nos Bairros, pois era nestes locais que eram comercializados dezenas de pacotes. “Em uma edição da Prefeitura nos Bairros na Vila União em 2013 foram comercializados 80 pacotes em poucas horas”, lembram. Dona Maria contribui com o INSS e diz que está perto de se aposentar, mas não pretende parar tão cedo. Entre tantas históricos de alegria está uma festa de 15 anos de uma menina, foram feitos especialmente 150 pacotes de algodão que serviu de decoração da festa e depois os convidados tiveram a alegria de degustar. Em outro recorde de vendas a escola Adélia Lutz, encomendou 600 pacotes. “Tivemos que trabalhar o dia inteiro e até a madrugada, vale a pena quando vimos a alegria das crianças”, admitem. O casal reside na rua Augusto Mallon no bairro Cruzeiro, bairro que eles destacam com muita qualidade de vida. “Temos ótimos viznhos e um ajuda o outro, temos orgulhos de morar aqui”, revelam.

Encomendas

Quem tiver interesse em realizar encomendas de algodão doce, para festividades e eventos, pode entrar em contato com o telefone 3626 6551, e o casal terá o maior prazer em atender. “Somos muitos gratos ao nossos clientes”, revelam.

Homenagem aos filhos

O casal tem cinco filhos e aproveitaram a presença do portal sbsonline.com.br para prestar homenagem aos ele pedindo sempre proteção: “Jeferson, Greici, Jackon, Jéssica e Ana Paula, são mais que filhos são anjos, e temos muito admiração e orgulho, todo nosso esforço foi e será por eles”, revelam emocionados

sbsonline.com.br: Todos os direitos de autoria reservado.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Sandro dos Santos é destaque no setor de Transportes

Funcionário público concursado atua na prefeitura de São