Ex costureira aposta no Uber como fonte de renda

Ex costureira aposta no Uber como fonte de renda

- in São Bento do Sul
1786
0

O Uber chegou na região há poucos dias e até o momento três motoristas estão cadastrados, dois homens e uma mulher, a previsão é de que até o primeiro semestre desde ano mais motoristas se cadastrem no aplicativo.
A moradora de São Bento do Sul, Izolete Hitel, natural de Rio Negrinho, viu a oportunidade de seus sonhos se tornar realidade. “Sempre quis ter um negocio parecido e acabei me cadastrando no Uber, aos poucos a clientela vai me conhecendo. É um novo desafio na minha vida”, revela.
Izolete reside em São Bento há 15 anos. Ela explica que já trabalhou de empregada doméstica , fabrica de moveis em Cerâmica e de doméstica na casa do deputado federal Mauro Mariani. Casada e com dois filhos um de 25 e 18 anos,. Izolete sempre pensou em alguma alternativa para melhorar o rendimento domestico. “Surgiu essa oportunidade do Uber dai acabei entrando e estou gostando”, revela
Izolete explica que já realizou algumas corridas, aqui em São Bento e que o aplicativo tem baixo custo. Ela da um exemplo da Praça Getúlio Vargas até as proximidades da delegacia o valor é em torno de R$6 reais. “É uma boa novidade para São Bento do Sul”, observa.
Izolete que convida as pessoas a baixar o aplicativo no celular ela deixa o celular a disposição para quem deseja utilizar os serviços de Uber 041 9 92 66 9569
.

Novidades
Além de atuar com o Uber, nos próximos dias Izolete vai idealizar mais um projeto seu, a costura e reformas de roupas na própria residência do cliente, com uma máquina portátil. “Eu trabalhei 20 anos como costureira, com uma máquina portátil a reforma fica pronta na hora e o cliente fica satisfeito, se for em grande quantidade e busco e levo” explica


SBS ON LINE todos os direitos reservados

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Campanha para descarte de pneus é considerada boa na cidade

Com o término da campanha os pneus depositados no LEV serão recolhidos pela empresa Reciclanip, associação de fabricantes de pneus criada para dar destinação final ao produto de forma ambientalmente adequada, neste caso, para a fabricação de manta asfáltica, asfalto-borracha e pavimentação.