SC tem aumento nos casos de morte por gripe em 2019

SC tem aumento nos casos de morte por gripe em 2019

- in Santa Catarina
314
0

Foram 70 óbitos provocados pela doença, sendo que a maioria das vítimas tinha algum fator de risco. Número é 20,6% mais alto que o registrado em 2018.

Santa Catarina teve 70 mortes por gripe entre 30 de dezembro de 2018 e 28 de dezembro de 2019. Os dados foram divulgados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica do estado (Dive-SC) nesta segunda-feira (6). O número é maior do que o registrado em 2018, que teve 58 mortes, o que representa crescimento de 20,6%.

Mortes por gripe em SC em 2019
Gripe A H1N1: 57
Gripe A H3N2: 6
Gripe A por contato com pessoa doente: 1
Gripe B: 3
Gripe em que não foi possível concluir o subtipo: 3
Gripe A H1N1
57
Fonte: Sivep Gripe
Do total de 70 mortes, em 56 os pacientes também tinham algum fator de risco, como mais de 60 anos e doenças crônicas.

Houve casos de mortes nas seguintes cidades:

Jaraguá do Sul – 7 casos
Joinville – 6 casos
Tubarão – 5 casos
Blumenau e Florianópolis – 4 casos cada
Balneário Camboriú e Chapecó – 3 casos cada
Criciúma, Palhoça, Rio Negrinho, São Bento do Sul, São José e São Miguel do Oeste – 2 casos cada
Águas Mornas, Alfredo Wagner, Armazém, Biguaçu, Brusque, Camboriú, Campos Novos, Canoinhas, Correia Pinto; Descanso, Fraiburgo, Governador Celso Ramos, Guabiruba, Itapema, Lages, Mafra, Meleiro, Peritiba, Pomerode, São Francisco do Sul, São João Batista, São Joaquim, São Lourenço do Oeste, Seara, Tangará e Tunápolis – 1 caso cada
E Santa Catarina 512 pessoas tiveram gripe no ano passado. Desse total, 304 tinham algum fator de risco. Em 2018, foram 461 casos da doença.

Números de casos de gripe em SC em 2019
Gripe A H1N1: 376
Gripe A H3N2: 63
Gripe A com subtipagem em investigação: 17
Gripe B: 55
Gripe A por contato com pessoa doente: 1
Gripe A H1N1
376
Fonte: Sivep Gripe
Monitoramento
A responsável técnica pela Influenza em Santa Catarina, Simone Bittencourt, afirmou que a Dive-SC esperava, por causa do monitoramento da doença, que houvesse mais mortes do que em 2018.

“Pessoas com comorbidade, crianças e imunodeprimidos têm mais probabilidade de adquirir a doença porque estão internados. A internação é longa no caso da Influenza [gripe]”, disse ela.

Para ter uma ideia de quais vírus da gripe devem aparecer em Santa Catarina em 2020, a Dive-SC e o Ministério da Saúde monitoram o inverno no Hemisfério Norte. “As pessoas estão circulando muito e os vírus estão circulando com as pessoas”, disse.

Espirro com lenço descartável é forma de prevenir transmissão da gripe — Foto: Joana Caldas/G1Espirro com lenço descartável é forma de prevenir transmissão da gripe — Foto: Joana Caldas/G1
Espirro com lenço descartável é forma de prevenir transmissão da gripe — Foto: Joana Caldas/G1

“Temos uma vigilância universal da Influenza. Ela é monitorada pelo Ministério da Saúde. Dependendo do que o ministério começa a observar nos outros países, manda mensagens de alerta para os estados”, explicou Simone Bittencourt.

A vacina no Brasil é feita com o material genético dos vírus da doença que circularam em outubro e novembro no Hemisfério Norte. A campanha nacional deve começar em abril. A vacina é feita pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Prevenção
Para diminuir o número de casos em Santa Catarina, a Dive-SC pede que a população “tenha cuidado com a gripe em todo o ano”. Simone Bittencourt orientou:

pessoas que fizerem parte do público-alvo da vacina precisam se vacinar. A campanha deve começar em abril
cuidar ao espirrar e tossir, para evitar a transmissão da doença
se estiver gripado, não ir trabalhar
não visitar recém-nascidos enquanto está gripado, já que nessa idade os bebês ainda não podem tomar a vacina
lavar as mãos com frequência
Sintomas
Os sintomas da gripe são:

febre alta
dor muscular
dor de garganta
dor de cabeça
coriza
tosse seca
Segundo a gerente de imunização da Dive-SC, Lia Quaresma Coimbra, a febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias.

Ao ter esses sintomas, a pessoa deve procurar atendimento em uma unidade de saúde imediatamente, conforme a Dive-SC. Gaudenzi afirma que, caso o tratamento for iniciado logo, pode reduzir a duração dos sintomas e, principalmente, a ocorrência de complicações.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Justiça libera R$ 1,3 milhão para trabalhadores de empresa Mannes

Ao todo, mais de 1.300 trabalhadores serão beneficiados com essa decisão. São valores, aliás, que movimentarão a economia nestes tempos de pandemia. O pagamento seguirá a relação final em elaboração pelo administrador judicial. A recuperação judicial das empresas Mannes Ltda. e BM Empreendimentos e Participações Ltda. foi concedida pela Justiça no dia 24 de outubro de 2014.