Santa Catarina tem redução de mortes violentas em 2020

Santa Catarina tem redução de mortes violentas em 2020

- in São Bento do Sul
208
0

Assim como ocorreu no ano anterior, o número de mortes violentas segue em queda em Santa Catarina no começo de 2020. Até esta segunda-feira, 10, foram registrados em todo o estado 94 homicídios, uma queda de 6% em relação a 2019 – o menor índice desde 2014. Os números foram divulgados pelo Colegiado Superior da Segurança Pública e Perícia Oficial, no boletim semanal.

Também há uma queda nos feminicídios, que caíram de 7 para 3, numa redução de aproximadamente 57%. Em relação aos latrocínios, também há queda (de 4 para 3), o que leva o estado à menor taxa da série histórica quando se considera o tamanho da população. As lesões corporais seguidas de mortes também tiveram redução: de 2 para 1 até o dia 10 de fevereiro.

Segundo o presidente do Colegiado Superior, delegado–geral Paulo Koerich, a queda da violência representa um avanço, uma vez que a base de comparação já vinha diminuindo. Ele elogiou a integração das forças de segurança e disse que o trabalho segue intenso para manter as estatísticas em queda.

“Trabalhamos para diminuir cada vez mais os crimes violentos. Nosso Colegiado se reúne todas as semanas para discutir estratégias que ajudem a trazer mais segurança para a população. A integração tem um papel muito importante nessa redução da violência. Quando se trabalha junto, os resultados aparecem”, conta Koerich.

Também participaram da reunião desta segunda-feira o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes; o Comandante da Corpo de Bombeiros Militar, coronel Charles Vieira; o perito-geral do IGP, Giovani Adriano; o diretor de Administração e Finanças da SSP, Netanias Dias, e o Diretor de Inteligência da SSP, delegado Alexandre Kale.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Confira ruas que terão mão única a partir de segunda

Acesso à Igreja Matriz - a tradicional subida da igreja será invertida, e para acessar à Matriz será necessário subir pela rua André Zipperer (atual descida). Já para descer da Matriz sentido centro, o acesso será através da rua Padre Fidelis Tomelin (atual subida).