Samae moderniza o tratamento de água com novos filtros

Samae moderniza o tratamento de água com novos filtros

- in Sem categoria
98
0

O Samae de São Bento do Sul vem investindo constantemente para modernizar sua estrutura e oferecer sempre melhores serviços à população do município.

Na última semana, por exemplo, uma grande operação foi realizada para transporte e instalação de um sistema de filtração composto por 4 filtros compactos metálicos abertos, não pressurizados, no modelo pré-fabricado.

Após o pregão presencial realizado no dia 16 de abril, a empresa vencedora Acetecno do Brasil Ind. e Com. de Máquinas e Equipamentos Ltda trouxe os filtros até São Bento do Sul.

O transporte, aliás, envolveu uma grande operação, uma vez que os filtros são grandes peças e uma operação especial de trânsito precisou ser montada.

Contando com o apoio do Detru, Celesc e Oi, os caminhões passaram pela Avenida dos Imigrantes trazendo as peças até a ETA do Samae no Parque 23 de Setembro, onde com o auxílio de um guindaste foram instaladas nas bases construídas anteriormente no local.

O investimento total do Samae para os novos filtros foi superior a R$ 420.000,00.

Segundo informações do assessor técnico do Samae, Pedro Fuerst, o tratamento de água, para fins potáveis, não se resume apenas a filtração. Conforme explicou, “basicamente podemos separar as etapas em: coagulação, floculação, decantação, filtração, desinfecção e correções químicas. Atualmente o nosso gargalo é a filtração, pois já foram executadas diversas alterações e melhorias nas outras etapas, ficando a filtração para ser executada mais tarde, e agora é o que estamos fazendo”, explicou.

Pedro ainda comentou que a instalação dos novos filtros irá proporcionar melhores condições de operação, pois atualmente os filtros têm que ser lavados com muita frequência, de 22 em 22 horas aproximadamente, e para esta operação é necessário diminuir a vazão de operação no filtro que é lavado.

Luis Sergio Ferreira, diretor técnico do Samae ainda ressaltou a economia com água que a autarquia terá. Conforme comentou, “no sistema atual, quando um dos quatro filtros é lavado, esta operação consome cerca de 40 mil litros de água. Já com os 4 novos filtros em operação, o tempo necessário para lavar cada um dos filtros antigos praticamente irá dobrar,o que nos permitirá economizar 50% da água utilizada atualmente”, explicou Luis.

A engenheira química e coordenadora da ETA – Estação de Tratamento de Água,

Zaira Zipperer Schroeder explicou que a ETA tem por objetivo e obrigação tratar a água para transformá-la em potável conforme parâmetros físico-químicos exigidos pela Legislação vigente.

“É de suma importância o controle de processo, bem como o controle de qualidade final do tratamento e distribuição”, disse.

Zaira ainda explicou que “teremos um controle e operação mais eficiente da estação de tratamento, pois uns dos parâmetros exigidos pela legislação “PRC nº5, de 28 de Setembro de 2017, Anexo XX” (Portaria 2.914/2011 do Ministério da Saúde), é que a Turbidez da água filtrada não ultrapasse 0,5 NTU (Unidade Nefelométrica de Turbidez). Estamos atendendo a legislação, mas com certeza teremos mais otimização e menos gastos de água nas lavagens dos meios filtrantes, podendo trabalhar com mais horas de filtração por módulo”, concluiu.

Modernização

Com a instalação dos novos filtros, o que mudará no quesito manutenção será a forma de limpeza dos atuais filtros, construídos em concreto junto ao sistema de tratamento de água na ETA do Samae no Parque 23 de Setembro.

Com a instalação da nova estrutura, que operará paralelamente à atual, ao realizar a limpeza do atual filtro, a vazão poderá ser mantida.

Segundo Pedro Fuerst, com os novos módulos vai haver uma taxa de filtração menor sobre a antiga estrutura, proporcionando assim uma operação mais tranquila em toda a estrutura de tratamento.

Para o diretor-presidente do Samae, Fridolino Van Den Boom, “todos os investimentos que o Samae vem realizando são muito bem planejados e se pagam com o tempo, devido à economia que proporcionam ao sistema como um todo”.

Sobre o início das operações dos novos filtros, Fridolino disse que agora estão na fase de montagem e instalação de válvulas, conexões e soldas, e que em aproximadamente 30 dias toda estrutura estará operando com o restante do conjunto.

Fridolino também comentou que para a atualização completa do sistema de tratamento de água na estrutura construída em 1970 ainda serão substituídos dois flocuradores. “No total são três floculadores. Substituímos um no ano passado e os próximos dois faremos em 2019”, finalizou.

Excelência em qualidade

A modernização dos componentes de sistema de tratamento de água realizado pelo Samae de São Bento do Sul vem de encontro com a legislação nacional que determina os padrões exigidos para o tratamento de água potável.

Conforme informações repassadas por Fridolino, a ARIS – Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento, que analisa e regula as autarquias e empresas de saneamento e fornecimento de água em 197 municípios do estado de Santa Catarina, fiscalizou as análises de água realizadas pelo Samae e relatou que o Samae de São Bento do Sul é o único dos 197 municípios avaliados no estado que está 100% dentro dos padrões exigidos no que se refere a qualidade no tratamento de água de acordo com a legislação nacional.

“Para nós esta informação é motivo de orgulho e fruto do constante trabalho de toda equipe do Samae que sempre trabalha com o objetivo de proporcionar o melhor para a comunidade”, finalizou Fridolino.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Atendimento durante as férias coletivas

De 20 de dezembro a 18 de janeiro