Rio Negrinho tem caso suspeito de febre amarela

Rio Negrinho tem caso suspeito de febre amarela

- in Sem categoria
375
0

Paciente de 44 anos foi transferido para o Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis

Na madrugada desta terça-feira, dia 4, foi transferido para o Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis, o paciente suspeito de febre amarela. Residente em Rio Negrinho, ele apresentou sintomas condizentes com a doença, e teve amostras coletadas para confirmação ou não do caso.

De acordo com a enfermeira Liege Severo Correa Kruger, responsável pela Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Rio Negrinho, o paciente procurou a Fundação Hospitalar Rio Negrinho na noite de domingo, quando apresentava febre, dor nas costas e no abdômen. Ele já vinha apresentando tais sintomas há dois dias, quando então recorreu ao hospital. “Imediatamente fomos comunicados e iniciamos o protocolo estabelecido para casos de febre amarela”, explica Liege.

O paciente, que tem 44 anos, teve novos exames coletados durante a segunda-feira, e diante das alterações observadas em cada nova coleta, optou-se pela transferência para Florianópolis, que é referência no atendimento desse tipo de caso. “Ele está na UTI, e até essa manhã (terça-feira) estava estável e consciente”, explica Liege.

A enfermeira cita ainda que já foram feitas coletas de sangue e encaminhadas ao Lacen (Laboratório de Santa Catarina) para confirmação do caso de febre amarela. “Eles levam alguns dias para devolver o resultado, mas como trata-se de um caso suspeito de febre amarela, acredito que darão maior agilidade”, diz ela.

O homem não havia tomado a vacina contra a febre amarela, e tinha muito contato com áreas de mata. Somente neste ano, seis macacos foram encontrados mortos, cuja suspeita é que tenham contraído a febre amarela. “Importante ressaltar que os macacos servem como alerta dos casos de febre amarela. Se matá-los, é pior, pois perderemos essa informação de onde há casos”, explica a coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

Vacinação
A secretária de Saúde Maria de Fátima Mendes Afonso explica que o caso suspeito precisa ser considerado, mas que não é necessário pânico entre a população. “A melhor recomendação é a vacina. Todos os postos contam com vacinação”, ressalta a secretária.

Quem ainda não se vacinou contra a febre amarela pode procurar o posto de saúde mais próximo de sua residência, que funcionam das 7h30 às 13h30. Já o Posto Central (CIS) e o Posto de Saúde do bairro Jardim Hantschel funcionam das 7h30 às 19h, sem fechar para o almoço.

Além disso, no dia 15 de fevereiro (um sábado) haverá campanha nacional de vacinação, quando todos os postos estarão abertos das 8h às 17h.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Falecimento da Sra. PURCINA DE LIMA FERREIRA

NOTA DE FALECIMENTO Funerária São Bento e Plano