Rio Negrinho confirma primeiro caso de coronavírus

Rio Negrinho confirma primeiro caso de coronavírus

- in Rio Negrinho
377
0

Homem, da faixa etária de 50 a 55 anos, foi contaminado na própria cidade

Na tarde desta segunda-feira, dia 06, o prefeito de Rio Negrinho Julio Ronconi anunciou o primeiro caso confirmado de coronavírus (Covid-19) no município. Trata-se de um homem, com faixa etária de 50 a 55 anos, e que se contaminou na própria cidade. Ele está isolado e passa bem.

O anúncio do primeiro caso foi feito durante coletiva com a imprensa realizada na Secretaria de Saúde. No momento, a secretária de Saúde Maria de Fátima Mendes Afonso anunciou outros dois casos suspeitos na cidade, entre os quais uma profissional da saúde. “Foi feita a coleta de exames e encaminhado ao Lacen, para confirmar ou descartar”, explicou ela.

Sobre o caso suspeito, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Liege Severo Kruger destacou que homem fez o isolamento e que não apresenta agravamento do seu quadro. Seus familiares também estão isolados, porém não apresentam sintomas. “Estamos monitorando para verificar se há qualquer alteração no caso”, explicou ela.

O prefeito ainda ressaltou a necessidade do isolamento social das pessoas, para que não ocorra a disseminação do vírus em Rio Negrinho. “Pedimos que as pessoas fiquem em casa, saiam apenas em casos realmente necessários. Somente assim evitamos a disseminação do coronavírus na cidade, e para isso precisamos contar com a colaboração de todos. É uma situação extremamente séria, que causa sérios danos à saúde, e que inclusive pode levar pessoas a morte”, ressaltou Julio Ronconi.

O portal www.sbsonline.com.br participou da coletiva. Segundo o prefeito a prefeitura já prepara uma série de ações com relação a receita do município, que deve cair entre 15 a 18%. “Dai nós teremos que apertar o cinto ainda mais”, revela.
Ronconi também destacou que está adquirindo mascaras para proteção dos servidores da saúde em torno de 100 mil peças. Segundo ele a situação esbarra na lata do preço e na falta do produto. “Fora da época da Pandemia uma mascará era comercializada a unidade a R$0.40 centavos e agora tem empresa querendo vender a R$2.40

Ronconi voltou a falar do projeto de sanitização executado por uma empresa e que custou R144$55 MIL sgundo o

foto créditos: Jean Knetschik/Perfil Multi

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Polícia Militar flagra corte de Araucária no interior do município

Em rondas pela região foi localizado uma carreta caçamba, sendo localizado no interior da caçamba aproximadamente 50 toras de pinheiro com medidas aproximadas de 3 metros de cumprimento.