Prédio Histórico: Moinho Kollross será restaurado

Prédio Histórico: Moinho Kollross será restaurado

- in Itaiópolis
375
0

Cinco prédios históricos vão receber R$ 12,3 milhões para recuperação
Por Agência Brasil Brasília

Cinco prédios considerados patrimônio histórico e cultural de cinco diferentes municípios vão receber R$ 12,3 milhões do Fundo de Direitos Difusos para projetos de reforma e recuperação. O fundo é fonte de recursos vinculada ao Ministério da Justiça.

Teatro Amazonas, em Manaus (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O Teatro Amazonas, em Manaus, vai receber R$ 2,6 milhões – Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil
A verba de apoio será repassada ao Teatro Amazonas, em Manaus; ao Museu de Arte do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre; às ruínas do Mosteiro de São Bento, em Maragogi, Alagoas; ao Moinho Kollross, em Itaiópolis, Santa Catarina; e à escola urbana de Timbó, também em Sabnta Catarina.

A verba do Fundo de Direitos Difusos é proveniente de condenações judiciais, multas e indenizações, que são destinadas a áreas diversas, como meio ambiente, direitos do consumidor e bens e atividades de valor artístico e cultural. No caso desses projetos, a verba será liberada em três parcelas, de 2019 a 2021.

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul vai ganhar R$ 5,6 milhões para restauração da cobertura e reforma do sistema de climatização. O Teatro Amazonas receberá R$ 2,6 milhões para obras de modernização e melhorias no sistema elétrico.

Foram destinados R$ 2,4 milhões para o escoramento das ruínas do Mosteiro São Bento, em Maragogi e, em Timbó, a antiga escola urbana terá R$ 1,1 milhão para obras de restauração, mesma finalidade dos R$ 503 mil que serão disponibilizado ao Moinho Kollross, em Itaiópolis.

A escolha se deu a partir de um edital divulgado em abril. Foi a terceira seleção de projetos do ano. Anteriormente, haviam sido repassados R$ 189,2 milhões para 23 projetos envolvendo patrimônio, museus e bibliotecas.

Itaiópolis de Antigamente

Coleção Joel A. Bojarski. Essa foto faz parte de uma coleção de fotos tiradas por Joel A. Bojarski na região de Itaiópolis, Santa Catarina. A foto apresenta o Moinho Kollross, em Alto Paraguaçu. O Moinho Kollross é um moinho artesanal que já está desativado. Foi construído em 1950, por Rodolfo Kollross Filho, e atualmente pertence ao filho dele, Waldemar Vicente Kollross. O Moinho Kollross é um dos oito integrantes desse projeto de restauração. Os moinhos de trigo localizados no município de Itaiópolis estão inseridos na categoria da arquitetura eslava, visto toda a técnica especifica envolvida no processo de construção, além do próprio estilo arquitetônico peculiar. Andruchewicz (2007) elaborou um trabalho detalhado a respeito dos moinhounicípio; de acordo com o autor existem seis moinhos em Itaiópolis, sendo que somente um se encontra em funcionamento (Moinho Paraguassu). (Fontes das informações: http://www.estilonacional.com.br/web/?portfolio=casa-slonina-em-itaiopolis-sc; VICENTE FILHO, Ronaldo Guimarães. As inter-relações entre o cultivo do trigo e as manifestações culturais em Itaiópolis / SC. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Rio de Janeiro: 2012. In http://novoportal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Disserta%2Bº%2Búo%20Ronaldo%20Guimar%2Búes%20Vicente%20Filho.pdf; ANDRUCHEWICZ, Baltasar. Levantamento Histórico dos Moinhos Artesanais do Município de Itaiópolis. Relatório final de pesquisa apresentado ao fundo de Apoio à Pesquisa, Universidade do Contestado – UnC. Mafra/SC, 2007)

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Febre Amarela: Morador de Itaiópolis é a segunda vítima

Para evitar novos casos, foi realizado um mutirão de vacinação contra a febre amarela em um raio de dois quilômetros da residência do paciente, totalizando 492 doses