OPERAÇÃO LUZ NA INFÂNCIA 6: POLÍCIA CIVIL EFETUA NOVE PRISÕES EM FLAGRANTE EM SC

OPERAÇÃO LUZ NA INFÂNCIA 6: POLÍCIA CIVIL EFETUA NOVE PRISÕES EM FLAGRANTE EM SC

- in Santa Catarina
161
0

A Operação Luz na Infância 6 realizada pela Polícia Civil nesta terça-feira (18) cumpriu 16 mandados de busca e apreensão em Santa Catarina. A ação faz parte de uma força-tarefa nacional de combate aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes na internet. Houve nove prisões no Estado.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Florianópolis (04), São José (01), Joinville (03), Blumenau (01), Criciúma (02), Lages (01), Itapiranga (01), Imbituba (01) e Balneário Camboriú (02). O Instituto Geral de Perícias (IGP) também participou da ação ao lado dos policiais civis nos endereços dos alvos, onde os peritos realizaram a perícia nos equipamentos informáticos.

Já as prisões em flagrante foram em Florianópolis (02), Joinville (01), Criciúma (02), Blumenau (01), Balneário Camboriú (01), Itapiranga (01) e Lages (01). Em Criciúma, um dos alvos também tinha mandado de prisão ativo por outra investigação.

O presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, acompanhou a Operação em Brasília, da sala do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Em Florianópolis, foi realizada pela manhã uma entrevista coletiva. A Operação se encerrou ainda pela manhã.

“A Polícia Civil de Santa Catarina reforça o seu importante papel no combate a este tipo de crime realizando mais uma operação Luz na Infância no Estado, que resultou em nove prisões em flagrante. As investigações prosseguirão”, afirmou a Delegada Geral Adjunta, Ester Coelho, salientando ainda o serviço do disque denúncia (181 ou WhatsApp 48-98844-0011) da instituição.

O delegado da 6ª Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso da Capital (DPCAMI), Gustavo Kremer, destacou o trabalho de investigação e monitoramento virtual feito pela Polícia Civil de SC, em tecnologia idêntica aos meios de apuração das polícias referências pelo mundo. “A Polícia Civil está atenta a este crime virtual e com as nossas ferramentas de investigação chegamos aos alvos”, ressaltou.

Os mandados de busca e apreensão cumpridos no Estado foram identificados pela Polícia Civil com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais com indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva.

WhatsApp Image 2020 02 18 at 11.36.00

WhatsApp Image 2020 02 18 at 11.14.54

WhatsApp Image 2020 02 18 at 10.59.30

A Operação Luz na Infância 6 conta com a colaboração da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília (US Immigration and Customs Enforcement-ICE), oferecendo cursos, compartilhamento de boas práticas e capacitações que subsidiaram as cinco fases da operação.

No Brasil, a pena para quem armazena esse tipo de conteúdo varia de 1 a 4 anos de prisão, de 3 a 6 anos pelo compartilhamento e de 4 a 8 anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

Participaram da entrevista coletiva em Florianópolis a Delegada Geral-Adjunta, Ester Coelho, o diretor de Inteligência, delegado Alfeu Orben e o delegado da 6ª DP/DPCAMI da Capital, Gustavo Kremer, o diretor do Instituto de Criminalistica do Instituto Geral de Perícias (IGP), Thiago Petry e o perito Wilson Leite.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Coronavírus em SC: Governo do Estado confirma 184 casos de Covid-19

Os pacientes com diagnóstico positivo para a doença estão distribuídos em todas as regiões do estado. Os municípios catarinenses com casos confirmados são: Antônio Carlos (1), Balneário Arroio do Silva (1), Balneário Camboriú (9), Blumenau (12), Braço do Norte (12), Brusque (2), Camboriú (7), Canelinha (1), Chapecó (5), Criciúma (13), Florianópolis (30), Gaspar (2), Gravatal (3), Içara (1), Imbituba (5), Itajaí (18), Itapema (1), Jaguaruna (2), Jaraguá do Sul (2), Joinville (9), Lages (1), Laguna (1), Navegantes (3), Papanduva (2), Pomerode (1), Porto Belo (4), Rancho Queimado (2), São Francisco do Sul (1), São José (9), São Lourenço do Oeste (1), São Ludgero (1), São Pedro de Alcântara (1), Siderópolis (2), Tijucas (1), Urussanga (1), Timbé do Sul (1) e Tubarão (8). Além disso, há cinco casos de residentes em outros estados e três de outros países.