Novo golpe no WhatsApp atinge 600 mil brasileiros em 24 horas

Novo golpe no WhatsApp atinge 600 mil brasileiros em 24 horas

- in Tecnologia
745
0

m novo golpe está sendo aplicado pelo WhatsApp e tem os beneficiários do Bolsa Família como principal alvo de uma campanha de instalação de malware e roubo de dados. Uma mensagem, que chega através de contatos conhecidos do próprio mensageiro, indica a possibilidade de recebimento de uma quantia de quase mil reais pelos atendidos pelo programa, levando as vítimas a baixarem softwares maliciosos e comprometerem a segurança de seus aparelhos móveis.
O alerta foi feito pela PSafe, que afirma que pelo menos 600 mil pessoas foram atingidas pelo golpe somente nesta semana. E esse número indica só o total de vezes que os softwares de segurança da empresa bloquearam o acesso aos sites maliciosos administrados pelos golpistas, o que indica que a amplitude da campanha focada em roubo de dados pode ser muito maior.

A mensagem compartilhada pelo WhatsApp indica ao beneficiário que ele tem direito a receber R$ 954 em maio deste ano, uma informação falsa. Interessado, porém, o usuário acessa o site indicado e responde a um simples questionário sobre um possível recebimento mensal do Bolsa Família e o contato com amigos e parentes que também fazem parte do programa. Nada disso importa, na realidade, com o golpe iniciando após a máscara de autenticidade (ou não) dada por essas perguntas.

Primeiro, a vítima é incentivada a compartilhar a mensagem sobre o benefício com 10 usuários ou grupos do WhatsApp para que, somente assim, o dinheiro possa ser solicitado. Após espalhar a mensagem fraudulenta, a vítima é levada a uma página de cadastro onde não apenas insere os dados, mas também é levada a baixar aplicativos maliciosos voltados para amplificar o alcance do golpe e comprometer a segurança do celular ou tablete usado para acesso.

De acordo com Emilio Simoni, diretor do laboratório de segurança digital dfndr lab, a popularidade do WhatsApp e também do Bolsa Família deve amplificar consideravelmente o golpe. A marca de 600 mil pessoas atingidas apenas nas primeiras 24 horas de circulação da campanha criminosa já é uma demonstração disso, com o número devendo aumentar significativamente ao longo dos próximos dias.

Ofertas desse tipo são a galinha dos ovos de ouro dos hackers, que utilizam tais promessas de dinheiro fácil ou benefícios do governo como armadilha para atrair usuários incautos. Quando a mensagem vem de contatos reconhecidos, então, a eficácia da tentativa aumenta ainda mais, aumentando a quantidade de vítimas e, também, o sucesso das explorações financeiras posteriores oriundas da instalação da praga.

Para se manter seguro, além de sempre ter softwares de segurança e antivírus ativados tanto no computador quanto no celular ou tablet, o ideal é manter o desconfiômetro ligado. Suspeite de mensagens desse tipo, mesmo que elas tenham sido enviadas por amigos ou familiares – comunicações desta categoria dificilmente são feitas por meios eletrônicos.

Na dúvida, procure por mais informações sobre a questão na internet e evite acessar o site indicado na mensagem. Caso esteja curioso e acabe fazendo isso, evite compartilhar as informações, para não ajudar a disseminar a praga e, acima de tudo, jamais entregue dados a sites suspeitos ou realize o download de aplicativos ou atualizações a partir de tais fontes.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Alunos da Udesc conquistam vaga para competição de aviões radiocontrolados no Texas

O Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), da Universidade