Livro celebra os 50 anos da Tuper

Livro celebra os 50 anos da Tuper

- in São Bento do Sul
239
0

Trajetória de uma das maiores transformadoras de aço do país, sediada em São Bento do Sul (SC), é contada em texto e imagens

A Tuper reservou uma surpresa para o final de 2021, ano em que está completando meio século de existência: o lançamento de um belo livro de mesa que conta a trajetória da empresa. Trata-se do desfecho de uma série de ações que marcaram o cinquentenário,
incluindo a modernização da marca e um amplo trabalho interno para a materialização do propósito da organização, sintetizado em uma frase – “Inspirar pessoas a criar soluções surpreendentes”.
“O livro é o registro de cada etapa que a empresa viveu até chegar aqui”, conta o presidente & CEO, Frank Bollmann. O perfil da obra fica claro logo nas primeiras páginas, quando há a comparação entre as imagens aéreas das instalações da empresa no início
dos anos 1970 e hoje. A legenda traduz a sensação de todos que vivem o cotidiano da Tuper: “Um sonho que virou realidade, uma semente que frutificou”.
Com 2 mil funcionários, a Tuper fechará o ano do cinquentenário com uma série de recordes. A estimativa é alcançar um faturamento de R$ 3 bilhões, impulsionado por um volume de vendas, em toneladas, 34,6% superior ao de 2020 – no que diz respeito às exportações, o acréscimo projetado chega a 158,6%. Os investimentos realizados em 2021, R$ 20 milhões, são 165% superiores aos do ano anterior.
Números fantásticos para uma empresa criada numa cidade que, à época, sequer havia chegado a 20 mil habitantes. Fabricar escapamentos de veículos foi a alternativa imaginada por um grupo de jovens empreendedores para diversificar a economia de São Bento do Sul, até então fortemente dependente da indústria moveleira.
A evolução desde então só foi possível por conta dos investimentos constantes em inovação, na diversificação de segmentos de atuação e na formação dos colaboradores, três dos principais pilares da Tuper. A maioria dos líderes é composta por profissionais que fizeram carreira internamente, resultado de um ambiente propício ao crescimento pessoal e profissional.
Os desafios enfrentados ao longo do caminho também são narrados na obra. Um deles foi a dificuldade inicial para obter tubos de aço, o que levou a Tuper a iniciar fabricação própria deste produto. Outro momento delicado, mais recente, foi a aposta no setor de óleo e gás, com o investimento de R$ 198 milhões em uma moderna unidade industrial inaugurada em 2012, justamente no período em que a demanda cairia por conta das denúncias de corrupção envolvendo a Petrobras.
Uma nova fase da organização foi iniciada em 2016, com a chegada da ArcelorMittal à sociedade. A parceria entre o líder mundial na produção de aço e uma grande consumidora dessa matéria-prima trouxe vantagens competitivas para ambas as partes.
Publicado pela Editora Expressão, o livro foi escrito e editado pelo jornalista e historiador Maurício Oliveira – que trabalhou, ao longo de um ano, em estreita parceria com a área de marketing da Tuper. Além das pesquisas em fontes históricas, a construção da narrativa incluiu a realização de 29 entrevistas com funcionários, ex-funcionários, sócios-fundadores, familiares e outras pessoas ligadas à empresa. A obra, de 120 páginas, contém imagens que ilustram toda a trajetória da empresa, da fundação até os dias atuais.

Sobre a Tuper

A Tuper é uma das maiores transformadoras de aço da América Latina. Com 50 anos de trajetória, a empresa conta com um dos mais avançados conjuntos tecnológicos para a formação de tubos de aço, com oito unidades de negócios em três plantas industriais e capacidade de processamento de 826 mil toneladas de aço/ano. Além de atuar no setor automotivo, original e de reposição, atende também outros setores, como indústria, construção civil, agronegócio e de óleo e gás.
O amplo portfólio inclui tubos de aço-carbono pretos e galvanizados para aplicações industriais, estruturais e de condução, tubos trefilados, tubos para troca térmica, tubos API para o mercado de óleo e gás, eletrodutos galvanizados, estacas tubulares para fundações com conexão rápida, perfis estruturais metálicos, peças e componentes automotivos, sistemas de exaustão para veículos originais, escapamentos automotivos para o mercado de reposição, sistemas de coberturas metálicas, lajes mistas nervuradas, andaimes, escoras metálicas, chapas de aço, slitters e EPS para aplicação na construção civil.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode querer ler também...

Canoinhense morre em acidente grave em São Bento do Sul

Fernando deixa esposa e duas filhas, um deles uma bebê de apenas dois meses. Pelas redes sociais, dezenas de mensagens lamentam a morte trágica e precoce do amigo: