Dreveck recebe alvará de soltura em audiência no Fórum

Dreveck recebe alvará de soltura em audiência no Fórum

- in São Bento do Sul
345
0



O vice prefeito Marcio Dreveck, recebeu hoje pela manhã, comunicado de seu advogado Arão dos Santos, que irá responder o processo judicial a partir de hoje em liberdade.
Ontem e hoje aconteceram as audiências com relação ao caso e com o pedido do advogado já que a maioria das testemunhas foram ouvidas a justiça concedeu alvará de soltura. Agora o vice prefeito passa responder pelo processo judicial em liberdade.
A justiça também determinou multa no valor de R$10 mil reais ao vereador Marco Redlick, por não estar presente na audiência. Redlick viajou para o Estados Unidos e retorna no final do mês.Ele foi arrolado como testemunha.
O procedimento continuará na justiça até que se de a sentença na ação.
Mesmo com alvará de soltura, segundo informações Dreveck deve voltar ao presidio e apresentar documento expedido pelo Fórum ai sim estará liberado para defesa no processo.
As audiências terão continuidade até a próxima sexta-feira, quando serão ouvidas mais testemunhas.

Dreveck chegou algemado na terça feira
O vice prefeito Márcio Dreveck, chegou por volta das 9h10min, em uma viatura do DEAP no Fórum do município. Ele chegou no compartimento traseiro, algemado nas mãos e pés, e com “uniforme” com a escrita escolta na cor verde. Ele seguiu para a sala de audiência, onde pela manhã ficou frente a frente com testemunhas arroladas no processo.

Como foi a prisão
A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São Bento do Sul, cumpriu busca e apreensão na tarde de segunda-feira (01 junho) no gabinete do vice-prefeito do município, onde foi apreendido dinheiro (R$ 1,7 mil) com cédulas marcadas e recebidas de um servidor como suposto pagamento do cargo comissionado. Em razão disso, o delegado da DIC representou pela prisão preventiva do vice-prefeito, que foi decretada pela 3ª Vara Criminal de São Bento do Sul. O vice-prefeito será encaminhado ainda nesta segunda-feira ao sistema prisional local. Ele optou em ficar em silêncio durante o depoimento.

Segundo o delegado da DIC, Gustavo Muniz Siqueira, a ação faz parte de uma investigação existente há quatro meses sobre denúncias de recebimento de dinheiro referente à parte de salário de servidores comissionados indicados por ele no poder público municipal.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Edital do Transporte Público é suspenso

A nova data da seção pública será informada através dos mesmos meios de divulgação