Caso Márcio Dreveck: Depoimento aponta que cobrança ocorria em várias secretarias

Caso Márcio Dreveck: Depoimento aponta que cobrança ocorria em várias secretarias

- in São Bento do Sul
694
0


Encerrado a instrução do Processo em que figuram como réus o vice Prefeito MÁRCIO DREVECK e o Vereador Paulo Zwiefka.
Marcio Dreveck chegou a ser preso no dia 01 de julho deste ano, tendo sido liberado posteriormente.
Marcio está sendo acusado de crimes de concussão e ameaças.
Inclusive, quando foi preso, foi juntado filmagem do mesmo recebendo cerca de 1.700,00 em dinheiro. Na oportunidade o Vice Prefeito ficou em silêncio, não prestando declarações a Polícia.
No dia de ontem em audiência – inicialmente foi inquirido a testemunha Marco Redlich que requereu a reconsideração do valor da multa aplicada em razão de sua ausência, tendo o juízo decidido por fundamentar eventual reconsideração por ocasião da sentença.
Foi requerido a revogação da medida cautelar de afastamento do cargo de vice-prefeito, eis que conforme depoimento da testemunha, o Sr Francisco dos Santos teria pedido exoneração da Prefeitura. Tendo o Ministério Público opinado contrário ao pedido de Dreveck, bem como, para que Paulo Zwiefka pudesse retornar à Secretaria de Obras, dizendo: que não havia qualquer fato novo que afaste o risco à ordem pública já expresso nas diversas decisões anteriores.
Foi autorizado ainda ao vice- Márcio Dreveck, a se afastar da comarca de São Bento – nos dias 22, 23 e 24/11, para ir até a Praia de Bombinhas-SC, visitar amigos.
O Ministério Público ainda requereu fosse oficiado à Prefeitura, para que fosse fornecida a Normativa // que fixa os requisitos para se assumir o cargo comissionado de Ouvidor, especificando os artigos.

Em relação a Márcio Dreveck, é preciso informar, que inicialmente foi solicitado pela defesa que seu interrogatório somente fosse realizado após a juntada de Laudos Periciais que foram solicitados, contudo, a Juíza negou o pedido, determinando o interrogatório .
A Liberdade FM através do informativo apresentado por Paulo Rogério Tureck e o site www.sbsonlne.com.br tiveram acesso ao áudio do dia da audiência. Foram praticamente uma hora em que Dreveck respondeu as perguntas da justiça

CONFIRA
As principais Respostas de Márcio Dreveck para Justiça

Justiça = Sua Renda Mensal ?
Márcio Dreveck R$ – Em torno de R$7,5 mil reais.

Justiça : Vou começar perguntando de acordo com a denuncia; O senhor foi acusado por corrupção por Francisco do Santos. O senhor pediu alguma contribuição para Francisco dos Santos ?
Márcio : Não

Justiça : Então Porque Motivo ele lhe entregou R$1.700.00 reais em dinheiro ?
Márcio: Porque foi uma contribuição Partidária.

Justiça : Quem foi que pediu essa contribuição
Márcio: Quando ele foi contratado acredito que ele deve ter sido informado

Justiça : Ele foi contratado na cota do PP ?
Márcio Sim, do PP

Justiça: O Francisco foi o senhor que indicou ?
Márcio : Sim, na verdade ele sempre foi muito envolvido na região da Vila União Tinha um trabalho comunitário. Em fevereiro de 2017 ele veio me procurar na secretaria de obras , para uma vaga de motorista. Disse para ele que nos primeiros 90 dias de governo não iriamos ter contratação. A ideia era organização a gestão com uma equipe menor.

Justiça: Mas então foi o senhor que contratou o Francisco ?
Márcio: Não, na verdade na prefeitura existe uma comissão que realizam uma triagem e a função se adapta

Justiça : Quando Francisco foi contratado o senhor teria dito a ele que teria que pagar R$500 reais para o Moacir para que ensinasse a ele as tarefas que ele tinha fazer ?
Dreveck Não

Justiça O Francisco então pagava essas contribuições de forma voluntária ?
Marcio: Sim

Justiça : Essas contribuições que o senhor recolhia eram corretas eram licitas ?
Márcio : Essa situação já vem de muito tempo, já foi mencionado isso que sempre teve a contribuição passada nossa era folha, se não me engano na gestão do Tureck era desconto em conta corrente. Mudou muito.

Justiça : Qual era o destino que o senhor dava para o dinheiro ?
Marcio Eu entregava tudo para a tesoureira, Rosemari Augustim

Justiça : E o senhor se reunia com ela. Toda semana uma vez por mês ?
Márcio: Não assim quando dava quando ia na prefeitura, entregava para ela

Justiça : Então na sua cabeça esse dinheiro que o senhor recebia era legal ? É por que motivo o senhor jogou os R$1700.00 embaixo da mesas quando o ele chegou ?
Márcio Eu me assustei, fiquei meio assustado.

Justiça O senhor vê o delegado entrando pela porta e atira o dinheiro para embaixo da mesa ?
Dreveck : Não doutora, o dinheiro estava no bolso, que estava mal posicionado quando tirei caiu . Isso me deixou meio tenso

Jusitça : O delegado falou que o senhor jogou embaixo da mesa e não caiu, tentando esconder
Marcio Não tem como esconder

Justiça Se o senhor na devia nada porque o senhor ficou nervoso . não entendi ?
Márcio : Não é todo dia que a gente passa por uma situação dessas

Justiça : Durante audiência que foi ouvida a Rosemeri, ela disse que tinha a lista de quem pagava no computador dela. O senhor disse que pagava para ela. O senhor participava da reunião da prestação de contas ?
Márcio : Não

Justiça : O senhor sabe que o dinheiro que era repassado pela ela pelo senhor ela lançava ?
Márcio: Não seu doutora

Justiça : O senhor recolhia de quem mais, além do Francisco
Márcio : Aquela listinha que estava ali

Justiça : Então, dessas pessoas que o senhor recebia , mas falava para ela de quem o senhor tinha recolhido ?
Marcio: Então ela não sabia de que era os valores

Justiça O senhor sabe se no note book da tesoureira do PP, teria algo que possa lhe beneficiar ou prejudicar ?
Marcio Não tenho nenhuma ideia Doutora não sei o que pode ter lá

Justiça : Como foi feita o financiamento de sua campanha ?
Marcio Não acompanhei muito de perto foram maioria doações

Justiça : De pessoas físicas de empresas ?
Eu acho que de pessoas físicas

Justiça O senhor colaborou financeiramente com sua campanha ?
Márcio Na verdade, com alguma coisa mas não recordo certo o valor

Justiça É o partido que paga essas despesas como que é ?
Dreveck Tem a conta partidária , para santinho e demais despesas

Justiça com relação ao Francisco então, o senhor nega que os R$500 reais o senhor Nega que seria entregue para o Moacir como forma do Moacir ensinar o Francisco nas operações da Secretaria de Obras

Justiça Quantas vezes o senhor recebeu do Francisco esses valores , os R1950 ou R1.750 reais
Márcio : Não era esse valor

Justiça e porque o disse que foi entregue R$1700.00 que o senhor disse estava devendo de meses anterioR
Na denuncia consta que o Francisco teria dito que a contribuição era de R$1.950.00 sendo que esse valor R$1 mil era para Márcio Dreveck, R$450 pro PP e R$500.00 para o Moacir
Márcio Desconheço isso

Justiça : No quis diz respeito ao Castinho o senhor conheceu ele aonde ?
Márcio A gente conheceu ele da época que ele foi candidato a deputado e que ele foi vereador uma vez Era era uma pessoa conhecida publicamente desde aquela época se não me engano 2004 a 2008. Sabia que era, mas não conhecia ele

Justiça : O senhor ´é inimigo dele ?
Márcio Na verdade agora tô parecendo

Justiça : O senhor teve alguma discussão com ele , alguma indiferença que o ele queira se vingar
Márcio : O que acontecia neste sentido com Castilho. Ele desde o começo no inicio do ano, começou a querer foçar a barra que queira uma promoção. Dizia que tinha muita divida, queria um cargo de diretor. Eli vinha pleiteando uma coisa aqui outra ali. Ele queria ser ouvidor do município, mas teria uma formação necessária. Não foi aprovado pela comissão. Isso ele atribuí a mim. Dizia que eu era o culpado por não ter força necessária para conseguir o cargo de ouvidor . E que seria o fim da picada. Quando entramos n o ano 2018 o Castilho veio falar comigo, disse que estaria chateado pelo fato de vocês não me derem a chance de ser ouvidor do município.

Justiça o Senhor falou que Castilho não tinha a formação necessária para ser ouvidor , mas qual era a formação necessário ?
Márcio : Na verdade eu via o pessoa comentar na questão da informativa né. Ouvidor tem que distribuir as informaçês via internert para as secretarias e o Castilho não sabia utilizar a plantaforma

Justiça – O senhor teria falado algo pro Castilho sobre contribuição
Marcio Nunca

Justiça : Mas nem sequer quando vocês trataram o cargo da ouvidoria , sobre os 5 % do salario
Márcio Não Nada.

Justiça Ele pagava contribuição pro PP
Márcio Não tem a informação pelo que sei não pagava

Justiça Sabe se ele é filiado ao PP ?
Márcio Ele não é filiado do PP

Justiça : O senhor conheceu Yasmin Soares de Lima
Marcio Conheci depois que estava trabalhando

Justiça: Era comum as contribuições no PP. Vocês contratavam e depois informavam que teriam uma contribuição ?
Marcio Nessa parte não me envolvia muito

Justiça O senhor sabe quem mais recolhia contribuições na prefeitura, além do senhor
Márcio Sim, Nilson Cabral na Saúde, Alison Hastreiter na Agricultura e o Teodosio Kachuma na Empresa de Habitação

Justiça : E o Ivan
Marcio Ele cobrava alguma coisa,.cobrava e me entregava

Justiça Tinha uma lista que o senhor recebia do partido para fazer as cobranças ?
Márcio Sim entregava para Tesoureira do Partido

Justiça : Tem o funcionário Simão que pagava contribuição partidária ao PP, mas era filiado ao PMDB . O senhor sabia disso ?
Márcio : Existe bastante conflito desse tempo de conflito, mas é voluntário né

ustiça : Com relação ao Marcelo Quost o senhor também indicou ele ?
Márcio : O Marcelo na verdade nos procurou nós. Ele queria continua o trabalho era cargo de confiança no governo Tureck Assumiu no começo um cargo na Rodoviária depois de uma certa altura acabou não dando muito certo. Foi uma comissão antes mesmo de assumir que analisou o nome dele. Foi apresentado o nome dele. Eu levei o nome dele para essa comissão.

Justiça Ele entregava os valores pra ti
Márcio Sim ele entregada

Justiça O senhor sabia que ele era filiado ao MDB ?
Márcio Sim era filiado, mas tinha informado que mudou a filiação ´para o PP

Justiça : Então o senhor contratava as pessoas e nunca falou que elas teriam que contribuir, mas como elas sabiam que tinha que contribuir ?
Márcio Através das conversas nos corredores e pátios da prefeitura

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Idosa residente em Rio Natal precisa de ajuda

Ela tem 69 anos, acometida de diabetes precisa de fraldas e atendimento com especialista.