Casa Eichendorf será aberta para visitação

Casa Eichendorf será aberta para visitação

- in São Bento do Sul
102
0


Em comemoração à finalização das obras, nos dias 17 e 18 de outubro, a Casa Eichendorf será aberta à comunidade para visitação, das 9h às 12h e das 13h às 16h. O acesso será gratuito.

No local será exposto material audiovisual contando a história da Casa Eichendorf e a região da Estrada Dona Francisca. Também serão respeitados todos os protocolos de prevenção ao Covid-19 durante a visitação.

Entrega da Obra

No próximo dia 16 de outubro, às 14h, será realizada a entrega oficial da obra de restauração e ampliação da Casa Eichendorf, contando com a presença dos representantes do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – de Santa Catarina.

A casa foi tombada pelo patrimônio histórico e integra os Roteiros Nacionais da Imigração do IPHAN. A obra de execução do anexo da Casa Eichendorf foi contratada pelo IPHAN, no valor de R$ 313.971,95, cujo valor foi investido na instalação elétrica e hidráulica, além de um anexo para construção de banheiros e espaço para estacionamento.
Os recursos são exclusivamente do IPHAN, não gerando custo ao município.Além desse valor, anteriormente o IPHAN realizou uma obra emergencial de escoramento e colocação de tapumes em 2008, cujo montante foi de R$ 22.423,93. Posteriormente em novembro de 2012, foi contratado o restauro da edificação, cujo montante somou R$ 323.647,50. Na sequência, em 2014, os recursos foram aplicados para contratar o restauro das pinturas murais da edificação, somando o valor de R$ 38.887,93.

História

A Casa Eichendorf, construída nos primeiros anos do século XX por Gustav e Josefina Eichendorf, é um excelente exemplar de duas técnicas construtivas tradicionais da arquitetura utilizada pelos colonos descendentes de alemães em Santa Catarina: a estrutura enxaimel e a alvenaria auto-portante.

A estrutura enxaimel é constituída de peças de madeira falquejada de aproximadamente 16x16cm, preenchida com tijolos cerâmicos maciços na parede externa na fachada sudoeste e com taipa de mão em algumas paredes internas. Existe ainda uma parede interna de madeira.

Nas fachadas lateral nordeste, frente e fundos, a estrutura é de alvenaria auto-portante, com pilares compostos por fustes, bases e capitéis. A varanda é de madeira, assim como os pisos e a sua estrutura.

Gustav teria nascido em 20 de fevereiro de 1878, porém não se sabe ao certo se ele teria vindo da Alemanha ou se já teria nascido no Brasil. Casando-se com Josefina, nascida em 23 de janeiro de 1888, construíram a casa para viver e criar sua família.

Gustav e Josefina possuíam grande quantidade de terras nas proximidades da casa, onde plantavam principalmente trigo. Gustav veio a falecer em 26 de março de 1933, e Josefina em 29 de abril de 1953. Tiveram sete filhos, entre os quais, Gustavo Eichendorf, que em 1947, casa-se com Edeltraut Ropke.

Gustavo e Edeltraut, após o casamento, se mudam para a casa e lá viveram e criaram seus sete filhos, mantendo a tradição familiar da agricultura, plantando trigo, milho, feijão e outros gêneros alimentícios de subsistência.

A atividade agrícola só teve fim nas últimas décadas do século XX, quando se dá a morte de Gustavo. A partir da morte de Gustavo, Edeltraut começa a vender os bens da família, entre eles, as terras e a casa, indo morar com a filha.

A casa Eichendorf foi então vendida para Alceu Steffen, com quem permaneceu até o ano de 2010, quando passa a ser propriedade do Município de São Bento do Sul.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Obras na EBM Adélia Lutz iniciam e escola terá novas quadras esportivas

Mais uma importante obra na rede municipal de