Seu Carmo foi idealizador do Centro Comunitário Independência

Seu Carmo foi idealizador do Centro Comunitário Independência

- in Personagem da Semana
376
0

Espaço começou a ganhar forma no começo da década de 70. Irmãs da divina providência auxiliaram ,

São Bento do Sul

José Carmo Martins, 67 anos, é o seu Carmo, líder comunitário no bairro de Serra Alta, conhecido por sua conversa fácil e de bom relacionamento, ou seja, uma daquelas pessoas que lhe estende a mão sem querem nada em troca.
Ele é natural de Itainópolis, foi lavrador e filho de seu Henrique Martins, ex-combatente do Batalhão Mauá.
Seu Carmo, reside há 40 anos em São Bento do Sul, com ele mesmo diz viveu Praticamente como cigano, especialmente motivado pelo seu pai que atuava no Batalhão e a mudança de cidades eram constantes. Em 1964, com o falecimento de seu pai em Goiás decidiram residir em São Bento. Mas antes desse tempo trabalhou duro na roça quando era jovem e tinha seus 15 15 e 16 anos. “Não existia pagamento na época, tínhamos que plantar e dividir tudo com o dono das terras, se não morríamos de fome”, lembra emocionado. Até em São Paulo, seu Carmo residiu.
Seu Carmo conta que teve que se virar nos 30 para vencer na vida, e se orgulha e ter trabalhado de pedreiro realizando edificações que entraram para história como a Artefama, Annes Gualberto. Ele chegou a fazer concurso no Samae de encanador passou mas não ficou por muito tempo, com problemas na coluna teve que abandonar os trabalhos.
Casado com dona Elza, há 44 seu carmo diz que ela é a paixão de sua vida
Ele já foi candidato a vereador na década de 90, e teve boa votação, quase 200 votos. “Fiz campanha somente com os amigos, e fiquei feliz com a votação. Tinha que trabalhar de pedreiro e não sobrava tempo para pedir votos”, revela.

Centro Comunitário Independência
Uma história de muita luta que começou na década de 70
Foi na década de 70 que tudo começou. Seu Carmo conta que a Prefeitura na abriu uma rua de dois quilômetros, quando surgiu o Loteamento da Independência, os lotes foram vendidos de forma rápida. Já em seguida dezenas de operários que se instalavam em São bento do Sul e que já tinham empregos garantidos, começaram a desenvolver o chamado Parque Independência
Foi neste momento que seu Carmo com ajuda dos moradores se uniram de decidiram criar uma sede. Segundo ele, três pais de família fizeram curso na pastoral da saúde para atuar na futura sede e cuidar dos menos favorecidos.
O espaço foi tão bem utilizado que as famílias se reuniram nas chamadas novenas de Natal e Campanha da Fraternidade.
Para executar a sede própria, a união mais uma vez mostrou força, rifas foram feitas, bingo e até mesmo torneio de truco, em poucos meses estava construída a sede medindo 8 x 14. O espaço foi utilizado para catequese, festas de aniversário e instruções das pastorais.
A data oficial da inauguração aconteceu somente em 12 de outubro de 1986 Nossa senhora Aparecida foi escolhida como padroeira.
Para Carmo desde sua fundação o Centro Comunitário Independência teve altos e baixos, alegrias e tristezas, “Sentimos na pele que a Divina Providencia está presente, transformadora do amor divino de luta e que deu a idéia de realizar planos e sonhos”, revela.

O legado das Irmãs da Divina Providencia
O espaço de terra foi adquirido e mantido com auxilio da instituição das Irmãs da Divina Providencia, a irmã Dorotéia foi uma das que mais incentivou os moradores. As irmãs da Divina Providência na Holanda auxiliaram o local para atender 16 mães que precisavam de creche. Carmo lembra que para muitas mães hoje são já são avós, jamais se esquecem desse que foi um verdadeiro ato de amor.por parte da Irmãs especialmente da Irmã Marta.

Lucro da Festa dos Aposentados
Distante a milhares de quilômetros de São Bento do Sul, as chamadas irmãs da Holanda fizeram uma festa dos aposentados em plena Praça na Holanda, todo o dinheiro conseguido com a festa foi utilizado para manutenção do espaço. As próprias irmãs tricotavam roupas e cobertores para serem utilizadas nas camas das crianças. A creche chegou a ter 30 crianças matriculadas e bem assistidas. O local abrigou ainda o clube de mães.

Igreja Católica
Hoje o espaço ainda está mantido, mas quando de sua passagem por Serra Alta, o padre Eduardo, montou no local a Igreja Católica no chamado, salão principal. Para um grupo de moradores eles não são contra a presença da igreja católica no local, mas eles não realizam mais bingos, reuniões e até mesmo velório por conta do espaço que virou igreja. “Me sinto gratificado e queria que o local tivesse vida novamente”, explica Carmo.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Gilberto Linhares uma vida dedicada à fé

Gilberto Linhares um líder da Igreja Católica Personagem