Programa Farmácia Viva é fortalecido em área do PSA

Programa Farmácia Viva é fortalecido em área do PSA

- in São Bento do Sul
194
0

O programa Farmácia Viva, um dos destaques na área da saúde no município, vem ganhando a cada semana mais adeptos com o objetivo de contribuir para o bem estar da população.

O farmácia Viva tem por objetivo trabalhar o tratamento de doenças utilizando-se de medicamentos a base de plantas medicinais, de forma natural e com custo muito inferior se comparado ao tratamento com medicamentos químicos.
Além de diversas plantas já estarem sendo cultivadas nas hortas comunitárias pelo município, uma ideia surgiu para inserir o Farmácia Viva em outro programa de sucesso no município, o Pagamento por Serviços Ambientais – PSA.

Desta forma, os proprietários que integram o PSA também pontuam caso aceitem cultivar estas plantas medicinais em suas propriedades.
Assim, nesta semana o chefe de setor e Analista de Saneamento do SAMAE Paulo Schwirkowski e pelo Chefe de Divisão de Meio Ambiente Ricardo Gonzalez Fontana estiveram na propriedade de José Honório Muehlmann, Noti, como é conhecido no bairro Rio Vermelho Povoado.

Na ocasião, foram entregues mais 100 mudas de árvores espinheira Santa a pedido do próprio Noti, que inclusive já havia plantado juntamente com sua esposa, Marisa, 150 mudas desta mesma planta há algumas semanas.

“Com o apoio dos produtores que estão destinando áreas de suas propriedades para o cultivo destas plantas medicinais temos certeza de que o Farmácia Viva terá êxito e nosso município”, disse Ricardo Gonzalez Frontana.

Como as visitas aos proprietários do PSA são constantes, serão oferecidas ainda milhares de mudas para cultivo.

No caso da espinheira santa, (Maytenus ilicifolia), planta esta pertencente à família Celastraceae, é uma planta medicinal nativa da região sul do Brasil. A espinheira santa tem sido eficaz no combate às dores de estômago, gastrite, úlcera, azia e queimação, devido às propriedades medicinais que possui.
Nutrientes da espinheira santa

A espinheira santa possui boas quantidade de taninos, especialmente epigalocatequina, que têm poder cicatrizante de lesões ulcerosas no estômago por controlar a produção de ácido clorídrico no órgão. Os taninos ainda tem poder antisséptico por paralisar as fermentações gastrintestinais e analgésicos.

Os óleos essenciais, especialmente o fridenelol, também estão presentes na espinheira santa. Este óleo se destaca pelo efeito gastroprotetor. A espinheira santa também possui na composição os ácidos tônico e silícico, que possuem a ação antisséptica e cicatrizante.

Benefícios da espinheira santa

Boa contra as úlceras: A espinheira santa conta com taninos que têm poder cicatrizante de lesões ulcerosas no estômago por controlar a produção de ácido clorídrico no órgãos.

Combate a gastrite: A espinheira santa é boa em casos de gastrite. Este benefício ocorre devido aos taninos presentes na planta que estão relacionados à diminuição da secreção do ácido clorídrico pelas células do estômago e assim atenuam a gastrite.

Alivia os gases: A espinheira santa tem ação antisséptica, devido à expressiva quantidade de taninos, atuando rapidamente na paralisação das fermentações gastrintestinais e é carminativa, por isso ela é indicada em casos de gases.

Ação diurética: A espinheira santa tem ação levemente diurética devido à presença de triterpenos, composto bioativo, em sua composição.

Melhora o trânsito intestinal: A espinheira santa melhora o trânsito intestinal devido à mucilagem presente nesta planta.

Alivia dores no estômago: Por evitar a secreção de ácido gástrico, a espinheira santa ajuda a aliviar as dores no estômago.

Previne câncer de pele: Os triterpenos encontrados na espinheira santa possuem propriedades contra o câncer de pele. Vale ressaltar que, caso tenha um tumor, é importante conversar com seu médico antes de consumir a planta.


Fonte: minhavida.com.br

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Associação Vila do Artesanato de Rio Negrinho é declara de utilidade pública

O Projeto de Lei Nº 2677/2018 de autoria