POLÍCIA MILITAR PRENDE SUSPEITOS DE LATROCÍNIO

POLÍCIA MILITAR PRENDE SUSPEITOS DE LATROCÍNIO

- in Rio Negrinho
2011
0

A Polícia Militar de Rio Negrinho, juntamente com policiais militares de São Bento do Sul, Jaraguá do Sul e Corupá, apreenderam na madrugada de hoje, 05, dois adolescentes suspeitos de cometerem latrocínio (roubo seguido de morte) contra um taxista de 56 anos, em Rio Negrinho.

PRIMEIROS INDÍCIOS DO CRIME
Por volta das 20h40min da noite de ontem, 04, a Central de Operações da Polícia Militar em Rio Negrinho (COPOM), recebeu um chamado relatando que no loteamento Paulo Beckert, estava acontecendo um discussão dentro de um táxi Fiat/Siena de cor branca.De imediato, uma das viaturas militares foi acionada para averiguar a situação, porém, inicialmente os policiais não encontraram o veículo e permaneceram em rondas no bairro.Cerca de 20 minutos após a primeira ligação, houve uma nova solicitação ao COPOM, desta vez o denunciante relatava que cerca de dez minutos antes, viu um táxi em atitude suspeita no loteamento Paulo Beckert, que ouviu gritos de socorro vindos do interior do automóvel, e que o veículo havia saído em alta velocidade do local.
Iniciaram-se assim diligências no sentido de identificar quem era o taxista,sendo constatado que o motorista do veículo Fiat/Siena, havia saído do ponto de táxi do terminal rodoviário por volta das 20h20min, e que ninguém ali conseguia falar com o motorista desde então, sendo suspeita a demora de seu retorno.

O ACOMPANHAMENTO E O CERCO POLICIAL
Em posse das informações até então colhidas, o COPOM visualizou através das câmeras de videomonitoramento o referido táxi transitando na BR-280, sendo repassada a informação às guarnições de serviço. Logo em seguida, o veículo foi interceptado por uma guarnição PM de Rio Negrinho, a qual deu ordem de parada, porém o mesmo se evadiu em alta velocidade, forçando ultrapassagens e transitando na contramão, seguindo pela rodovia sentido Corupá.No caminho, foram estruturadas barreiras policiais por policiais militares de São Bento do Sul, Corupá e Jaraguá do Sul, porém o motorista as ignorava,permanecendo em fuga e adentrando na cidade de Corupá. A todo momento,viaturas da PM acompanhavam o veículo, que retornou à BR-280, seguindo novamente sentido a São Bento do Sul.Na metade da Serra de Corupá, dois homens abandonaram o táxi e adentraram em área de mata, sendo verificado que no interior do automóvel havia muito sangue e uma faca com manchas de sangue. A área foi cercada por várias viaturas da região e iniciaram-se as buscas na mata com auxílio do Canil de Jaraguá do Sul.

BUSCAS PELA VÍTIMA
Sabendo que o taxista não foi encontrado no local de abandono do veículo, as guarnições da Polícia Militar em Rio Negrinho, começaram a levantar informações sobre o paradeiro da vítima, e dos supostos autores do crime. Em pouco tempo, os militares conseguiram a identificação dos dois adolescentes e suas fotos, as quais foram repassadas aos policias que buscavam pelos suspeitos na área de mata e no cerco. Enquanto isso, os policiais começaram as buscas pela vítima, tentando reconstituir através das informações colhidas, o caminho percorrido pelo táxi e o momento em que o taxista foi retirado do automóvel.
Por fim, foi localizado o corpo da vítima com indícios de ter sido esfaqueado,em um trecho fechado para obras da Avenida Julieta Simões de Oliveira, sendo o local isolado e acionado o IGP.

A PRISÃO
Minutos após a localização da vítima em Rio Negrinho, os agentes foram presos na Serra de Corupá ao tentarem sair da área de mata, e confessaram o crime, dando detalhes de como executaram a vítima. Os dois menores afirmaram que ao tentarem roubar o automóvel, esfaquearam o taxista, pois o mesmo tentou reagir ao roubo.

OS AUTORES DO CRIMES
Dois adolescentes presos possuem diversas passagens criminais, sendo que um deles possui 25 Boletins de Ocorrência como autor de crimes com o desacato, ameaça, furto, invasão de propriedade, porte de arma branca, dentre outros. O outro, possui seis registros como autor de crimes, dos quais destaca-se resistência, desacato, desobediência, ameaça, lesão corporal e porte de armabranca. Os menores seguem à disposição da Justiça para os procedimentos legais cabíveis. A Polícia Militar em Rio Negrinho, se solidariza com a família da vítima. Nossos profundos sentimentos.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

POLÍCIA MILITAR FLAGRA SITUAÇÃO DE ABANDONO DE INCAPAZ

Na manhã de quinta-feira, 12, a Central de