PM Danilo amor e dedicação a farda e ao Proerd

PM Danilo amor e dedicação a farda e ao Proerd

- in Personagem da Semana
1106
0

Ele comenta que a Polícia Militar lhe deu oportunidades de crescer como ser humano, de manter o foco na missão de construir um mundo mais justo O Policial Militar, Danilo Reni Gonçalves é natural da cidade de Canoinhas, mas viveu parte da infância em Major Viera, é filho de agropecuarista e comerciante. Quando criança tinha como principal atividade os estudos, sempre estimulados e supervisionados pelos pais que tinham regras claras de comportamento, mostrando sempre que o caminho do sucesso era ser uma pessoa com valores humanos e parte dessa formação,tínhamos em casa eu e meus dois irmãos.Segundo Danilo desde muito cedo trabalhou ajudando seus pais “O trabalho não tirou as minhas oportunidades de brincar de minha infância, pelo contrário, sempre fui respeitado por tal feito,era um momento diferente aonde a influência tecnológica não tiravam de você brincadeiras com amigos, uma boa conversa com seus avós ou uma boa pescaria. Podíamos conciliar divisão e tarefas em casa, estudo e lazer, nossa vida foi embasada no respeito e no amor de nossos pais. O lúdico toma conta do nosso imaginário e um livro poderia ser um momento de viajar além de nossas possibilidades financeiras. Quando pequeno sonhava com um mundo justo e feliz para todos, não tinha conhecimento de que muitas coisas fogem as nossas vontades, porém nunca desisti.”, reflete.
Danilo reside em São Bento do Sul há 15 anos, cidade que escolheu para formar a família. É casado com Edite Furtado de Souza, tem três filhos Ruan, Felipe e Lívia. “Elas são pessoas que tornam meu dia a dia algo muito especial”, elogia. .O soldado estudou na rede pública até completar a faculdade, por três anos estudou em um colégio interno se formando Técnico em Agropecuária, ingressou na faculdade de História em União da Vitória-PR, concluindo o curso em 2003, fez uma especialização em Educação Ambiental-SP, hoje esta cursando o 4º ano de Direito na Univille-SBS. Danilo é Policial Militar há 15 anos, dos quais atua no PROERD- Programa Educacional deResistência às Drogas e à Violência, uma modalidade de policiamento que em parceria com aeducação atua nas escolas aplicando curso para alunos do 1º ao 4º ano Proerd Kids, 5º ano, 7º ano e Proerd Pais.Crescimento na PM Para Danilo a Polícia Militar deu oportunidades de crescer como ser humano, de manter o foco na missão de construir um mundo mais justo. “A flexibilidade do meu trabalho, junto á modalidade de policiamento que desempenho á 13 anos no PROERD, possibilita levar informação para as crianças para que elas desenvolvam habilidades para conduzirem suas vidas de maneira segura, podendo gerenciar as adversidades que possivelmente possam aparecer em suas vidas. Pensamos em formar um jovem responsável, capaz de fazer suas escolhas observando quais as consequências de suas ações, reflexivo aos problemas, desafiadornas oportunidades, justo em suas decisões e fraterno como ser humano”, revela. Sobre o Proerd


Danilo conta que o trabalho do Proerd em sala de aula vai além do aprendizado, são diversos os temas trabalhados, “O carinho e o brilho no olhar das crianças, inspira você todo dia voltar com algo melhor, nosso ambiente de trabalho é muito saudável”, diz. .Participação dos Pais Danilo diz que a diferença cultural dos alunos possibilita um trabalho heterogêneo, a informação deve ser adequada pela possibilidade de sintetizar de cada criança. “Esse trabalho realmente não é fácil, pois sabemos que mesmo com o esforço individual destes, temos fatores externos que influenciam diretamente no que o aluno vê desse conteúdo. A participação dos pais na formação do filho é o fator que julgo ser o de maior importância, pois passam maior tempo juntos, e por que os pais são os principais interessados pelas vitórias de seus filhos, mesmo assim, sabemos que temos outros fatores formadores, a escola, grupo de amigos, mídia,inovações tecnológicas são alguns exemplos de que devemos ficar atentos na forma que os conteúdos chegam para essas crianças”, completa .Cada criança vive seu tempo Danilo explica que as “crianças de antes”, cada criança vive no seu tempo, nem por isso deixam de ser crianças.” Penso que: o que diferem das crianças do passado, é que hoje temos acesso mais fácil ás informações, esperamos que as crianças nos surpreendam com sabedoria e maturidade, esquecemos que são crianças e seus atos espontâneos, a forma produtiva de hoje não é a mesma de nossos pais, o ritmo de trabalho envolvem os pais em uma quantidades de horas longe de casa, assim ficamos pouco com nossos filhos, não é por nossa vontade e sim, por uma necessidade de poder proporcionar à eles uma escola de melhor qualidade, uma roupa demarca, uma festa de aniversário, tentamos compensar nossa ausência, muitas vezes nos esquecemos de passar valores, respeito e amor”, argumenta. .

Oportunidades de Vitórias
O soldado Danilo espera que cada criança tenha seu espaço de tempo respeitado, não hestirando as oportunidades de construir suas próprias vitórias, que conquiste seus espaços nasociedade, de forma honesta e responsável sendo um adulto crítico, porém justo. “Assim,poderemos todo dia construir um Brasil melhor”, comenta.

A Reprodução está autorizada desde que citada a fonte
sbsonline.com.br
todos os direitos reservados

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Batista Borracheiro dedicado às causas sociais

Ele conta um pouco de sua vida, alegrias