Concurso de cartazes é lançado

Concurso de cartazes é lançado

- in São Bento do Sul
258
0

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de São Bento do Sul (COMDIM) lançou na quinta-feira (27), no auditório do Centro Administrativo Leopoldo Zschoerper, o 4º Concurso de Cartazes pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

O concurso integra a Campanha Internacional de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres e visa criar espaços de discussão e debate nas salas de aula sobre os vários tipos de violência contra as mulheres e instigá-los a participar da luta contra todo e qualquer tipo de violência de gênero.

Podem participar, estudantes do 7º e 8º anos do Ensino Fundamental das escolas públicas e privadas de São Bento do Sul, coordenados por um professor ou integrante do corpo técnico-pedagógico. Os cartazes podem ser feitos em grupo com no máximo três alunos ou individualmente e expostos nas escolas participantes até o dia 19 de outubro, para votação dos três melhores.

Os cartazes selecionados pelas escolas deverão ser inscritos e enviados ao COMDIM entre os dias 22 e 25 de outubro. Eles, então, serão expostos entre os dias 29 de outubro a 19 de novembro, no hall da Prefeitura e no Centro Administrativo Leopoldo Zschoerper. Durante o período de exposição a votação será realizada de forma on-line. O link para votação será divulgado após o início da exposição dos cartazes.

Resultado e premiação – O resultado do concurso será divulgado após a Caminhada pelo Fim da Violência contra as Mulheres, marcada para o dia 23 de novembro, às 9 horas. Neste dia, aos alunos que tiverem seus cartazes mais votados receberão, cada um, um brinde. Assim como o professor/orientador e a escola dos ganhadores. Também, os estudantes que tiveram seus cartazes selecionados e enviados pela escola receberão certificado de participação no concurso.

Somente receberá a premiação dos três primeiros colocados os estudantes que estiverem na caminhada.

Facebook Comments

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Estado deve garantir acompanhamento especializado para alunos deficientes auditivos

A 1ª Câmara de Direito Público do TJ