Bogo preocupado com o atraso em pavimentações no município

Bogo preocupado com o atraso em pavimentações no município

- in São Bento do Sul
418
1

Parlamentar se reuniu com o responsável pelas pavimentações comunitárias)

O vereador Nivaldo Bogo (MDB) esteve reunido na tarde de terça-feira (31) com o chefe de Divisão de Obras Viárias, Pavimentação Comunitária e Projetos, Alecio Baptista Fragoso, para saber como está os projetos da Prefeitura em relação à pavimentação de vias.

Bogo comentou que o município tem uma deficiência grande, em relação a pavimentação e que a pavimentação comunitária deve ser uma alternativa. “Nós sabemos da escassez de recursos. Essa parceria entre a comunidade e a Prefeitura, talvez seja possível avançar na pavimentação asfáltica. A pavimentação comunitária é, sem dúvida, a melhor alternativa”, disse.

O parlamentar questionou sobre a pavimentação das vias com o anti-pó, se elas teriam durabilidade, devido ao baixo custo. “O projeto foi enviado à Câmara, e pude ver que os preços são relativamente baixos em comparação a pavimentação tradicional, ou com lajotas. Porém, com esse tipo, os moradores só pagariam o material, e a Prefeitura arcaria com as despesas de manutenção, que podem ocorrer em seis meses ou até mais tempo. É uma opção viável e precisa ser colocado em prática pela Prefeitura”, frisou.

Bogo falou que várias vias necessitam ser pavimentadas, e a mais solicitada, conforme o parlamentar, é a Joao Quint Jr. “No tempo que estive à frente da secretaria, fiz várias reuniões nesta via para a pavimentação comunitária. É uma rua importante e muitos moradores têm me procurado”, falou.

O chefe de divisão Alecio Fragoso destacou que o setor segue com projetos para pavimentação de várias vias e, inclusive, no dia 07 de agosto sairia edital de licitação para pavimentar várias ruas. “Estamos trabalhando em ritmo acelerado. No dia 07, sairá o edital para pavimentação de várias vias. Batalhamos durante todo o ano, para captar recursos para essas pavimentações. E, agora, nosso desafio e contemplar o maior número possível”, destacou.

Facebook Comments

1 Comment

  1. Paulo A Accorsi de Godoy

    Bogo comentou que o município tem uma deficiência grande, em relação a pavimentação e que a pavimentação comunitária deve ser uma alternativa. “Nós sabemos da escassez de recursos…
    Particularmente acredito que a atual “ gestão municipal” pratica uma concepção serôdia de financiamento e pagamento de obras para a pavimentação.
    Ver, p ex.

    a) LEI Nº 2020, DE 04 DE DEZEMBRO DE 2007.
    ALTERA A REDAÇÃO DO ART. 274 E INCLUI PARÁGRAFO ÚNICO, ALTERA A REDAÇÃO DOS PARÁGRAFOS 2º E 3º DO ARTIGO 277 E ADICIONA OS PARÁGRAFOS 5º E 6º AO MESMO ARTIGO, DA LEI Nº 140, DE 22/12/1997 – CÓDIGO TRIBUTÁRIO.”
    Artigo a respeito :
    Art. 274 A contribuição de melhoria será cobrada pelo Município, para fazer face ao custo das obras Públicas de que decorra valorização imobiliária, identificada por perito oficial do município, exclusivamente do terreno edificado ou não, aplicados os valores constantes na Lei que dispõe sobre os valores do imposto de transmissão onerosa de bens imóveis intervivos – ITBI, tendo como limite total a despesa realizada.

    b) Informações em “http://antigo.fecam.org.br/consultoria/consultor_detalhes.php?cod_parecer=3703 Por exemplo : O município pode instituir, lançar e arrecadar a contribuição de melhoria, desde que observe os procedimentos administrativos prescritos nos artigos 81 e 82 do Código Tributário Nacional, em consonância com as disposições prescritas nos artigos 1ºe 2º o Decreto-Lei n. 195/97

    “ E, agora, nosso desafio e contemplar o maior número possível”, Não apenas isso. Atualizar procedimentos, legislação e métodos de trabalho na prefeitura. Isso ou a “ deficiência grande, em relação a pavimentação “ continuará. A indagação que não foi feita ou respondia pelo sr. Bogo : Por que não instituir procedimentos mais atualizados e tendentes a atender as aspirações da população pesquisando, por exemplo e inicalmente as sugestões acima indicadas?

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode querer ler também...

Fernando Mallon questiona Secretaria de Saúde sobre ambulância parada

Parlamentar relata que veículo foi destinado para uso